top of page
  • citebonline

Agronegócio. Você conhece o EpagrINOVA?



O agronegócio é o setor que mais investe em tecnologia no Brasil. Seja através de cuidados com o solo, no processo do plantio, colheita, venda, logística, capacitação dos trabalhadores e outros. Por isso surgiu a EpagrINOVA.


A plataforma de inovação da Epagri é administrada pelo NIT - Núcleo de Inovação e Tecnologia da entidade. Dentro desse ambiente aberto e interativo, estão disponíveis os estudos e tecnologias desenvolvidos pela Epagri ou com seu apoio e patrocínio.


De acordo com a plataforma, “A inovação aberta trata da abertura das empresas para a captação de sugestões internas e externas com o objetivo de construir inovações que podem ser, inclusive, articuladas e desenvolvidas em parcerias com diferentes players do ecossistema de inovação”.


Assim, a EpagrINOVA é o caminho para quem procura parcerias ou precisa de algum apoio da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina.


Tecnologia

Para a Epagri, o conceito de tecnologia quer dizer:

“(...) produto de ciência inédito, adaptado ou aperfeiçoado que envolve um conjunto de instrumentos, métodos e técnicas para a resolução de problemas ou a geração de oportunidades, resultando em melhorias e em efetivo ganho de qualidade, desempenho e/ou sustentabilidade”.


E isso é importante porque deixa claro quais os propósitos dos conhecimentos e produtos gerados, que é melhorar a produção e a vida das pessoas que trabalham no campo catarinense.


Categorias de Produtos:

  • Cultivares

  • Equipamentos

  • Estirpe

  • Insumo

  • Práticas agropecuárias

  • Práticas aquícolas

  • Processo agroindustrial

  • Sistemas de produção

  • Mapeamento ou zoneamento

  • Raça ou linhagem

  • Software

  • e Metodologias


Público Alvo

A Epagri de Biguaçu é parceira do CITeB há anos e juntos desenvolvem projetos de capacitação, empreendedorismo e inovação. Através da plataforma EpagrINOVA é possível ajudar produtores rurais, pescadores artesanais, profissionais e instituições de Pesquisa e Tecnologia, startups e outros agentes do agronegócio.




Comments


bottom of page