top of page
  • citebonline

Empreendedorismo/ Curso de capacitação empreendedora no CITeB




Começou hoje, 10 de outubro, o curso EMPRETEC no CITeB. O renomado curso de imersão em capacitação empreendedora do SEBRAE, tem turma fechada e está sendo patrocinado pela fundação. “Esse é o momento de entregar benefícios aos nossos parceiros, empresas e empreendedores vinculados ao CITeB através da capacitação e práticas de transformação econômica que a inovação pode gerar”, diz o superintendente do CITeB, o Sr. João Braz da Silva.


A turma

Os participantes se encontram das 8h até as 18h todos os dias, cujo treinamento termina no próximo sábado. Contando com representantes de empresas parceiras do CITeB, empresários vinculados a ACIBIG, empresas incubadas, gestores público, novos empreendedores do projeto de pré-incubação e com empreendedores estrangeiros que participam do curso de língua portuguesa da SEMED - Secretaria Municipal de Educação de Biguaçu, essa turma representa o quanto heterogeneo podem ser os desafios de cada participante ao "emprender".


Empreendedorismo

Considerado um curso divisor de águas para quem quer empreender, não só no seu negócio mas na vida, a metodologia do EMPRETEC ensina que o empreendedorismo é uma forma de resolução de problemas. É a prática da expressão que diz que o sucesso nos negócios é “1% de inspiração e 99% de transpiração”.


Inovação não se faz sozinho

O CITeB é a primeira incubadora de empresas de Santa Catarina credenciada pelo CATI do Ministério de Ciência e Tecnologia e com esse expertise tenta atrair os diversos "atores" do desenvolvimento econômico, pois sabe que a “inovação não se faz sozinho”. De acordo com o Sr. João Braz, é preciso que múltiplos atores se sintam pertencentes e alimentem o ecossistema de inovação, onde o empreendedorismo das pessoas e das empresas é apenas um desses vértices.


“Desenvolvimento econômico e sustentável, em partes não funciona. Como inovação e empreendedorismo; educação e inovação, fomento e políticas públicas entre outros requisitos. Para que a inovação floresça é preciso que haja um diálogo entre todos os atores comprometidos com um grande objetivo que é uma transformação econômica bem sucedida e continuada”, explica o Superintendente do CITeB.


“E nesse despertar, é preciso que entidades responsáveis fomentem, estimulem políticas públicas, acolham não só as empresas, mas as pessoas comprometidas com essa transformação. Esse é o ecossistema de inovação que precisamos”, finaliza.



Com: @sebraesc @acibig @educa.bigua @fapesc



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page