top of page
  • citebonline

Empreendedorismo: Caminhos da Produtividade - 2


(Imagem de Freepik)


Você sabia que uma a cada 4 pessoas é empreendedora no Brasil? Esse é um dos dados da pesquisa realizada pelo Global Entrepreneurship Global (GEM), apresenta ao constatar que 38% da população entre 18 e 64 anos trabalha por conta própria. Portanto, contar com a parceria de uma especialista em empreendedorismo como Erika Munhoz, fundadora da Escola Pequenas Empresas, é fundamental para o CITeB.


No artigo anterior foi abordado a importância do autoconhecimento como farol do empreendedor. Onde a produtividade é o combustível para o movimento de realização profissional e alcance de objetivos. Porém, há mais o que ser dito quanto a mentalidade empreendedora conforme a especialista.


Propósito

Muitas palavras estão ficando desgastadas e, infelizmente, propósito é uma delas. Embora seja fundamental para quem empreende saber qual a sua missão de vida ou chamado. Porque é através dessa voz interior, do propósito, que suas ações serão guiadas.


“O propósito é respaldado pelos valores, cuidadosamente pensados, selecionados e interiorizados. Tudo isso junto molda os princípios, e eles passam a ser os critérios que medem tudo na vida”, explica Erika.


Autorresponsabilidade

Quem imagina que ser o próprio patrão só tem benefícios é porque ainda não começou a empreender. Sim, é muito prazeroso ser responsável pelo negócio da sua vida. Sem dúvidas. Mas fácil, não é. Especialmente quando há problemas financeiros, de prazo, com colaboradores, clientes e fornecedores. Por isso é fundamental desenvolver a autorresponsabilidade.


Erika esclarece que é necessário entender que somos os únicos responsáveis por nossas trajetórias e, assim, não devemos colocar a culpa de nossos comportamentos em circunstâncias, condições ou condicionamentos. “O destino é determinado por nossas decisões e nossa vida moldada por nossas escolhas, e a produtividade virá dessas atitudes que tomamos”, diz.


Estabelecer Objetivos

Uma vez definido o que queremos desenvolver através de um negócio (propósito) e cientes que a melhor ferramenta que temos a disposição somos nós mesmos (autorresponsabilidade), chegou a hora de estabelecer o objetivo. Ou responder a pergunta “Onde eu quero chegar com o meu negócio?” e se permitir visualizar esse sonho ou objetivo como um todo. Quanto mais detalhado melhor.


A especialista conta que é necessário ter um objetivo em mente. “Ou seja, criar com o pensamento aquilo que não se pode ver com os olhos no momento. É preciso projetar aquilo que se deseja ser. Quando a mente tem um alvo definido, ela pode focar e dirigir, e reforçar e redirigir até alcançar a meta pretendida”, explica.


Uma dica é fazer esse exercício com outras áreas da vida também, como a vida pessoal, financeira, espiritual, social e outros.


No próximo “Caminhos da Produtividade” será abordado que ser produtivo é viver no mundo das possibilidades. Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários que iremos ter o maior carinho em responder.


Fonte: Guia Organização do Dia e Produtividade, por Erika Munhoz da @EscolaPequenasEmpresas


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page